JANAÚBA - MINAS GERAIS

SITE COM NOTÍCIAS DE JANAÚBA E DOS DEMAIS MUNICÍPIOS DA REGIÃO DA SERRA GERAL, NO NORTE DE MINAS.

DATA

Pesquisar este blog

INFORME

INFORME PUBLICITÁRIO

domingo, 30 de setembro de 2018

MORRE JÚNIOR PARRELA, DA LEÃO TUR; ELE FOI CHEFE DE GABINETE DAS PREFEITURAS DE JANAÚBA E DE VERDELÂNDIA

  • O corpo dele foi encontrado amarrado na tarde deste domingo em seu apartamento, em Montes Claros; perícia se encontra no local e a polícia suspeita de dois indivíduos envolvidos na morte de Júnior Parrela
Fotos álbum pessoal
Leônidas Leão Júnior, o Júnior Parrela.

JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – No final da tarde deste domingo, 30 de setembro, a comunidade de Janaúba, na região da Serra Geral, foi informada do falecimento de Júnior Parrela, que tem familiares e amigos em Janaúba, Montes Claros e Verdelândia, cidades nas quais mantinha um círculo profissional e de convivência social.
Leônidas Araújo Leão Júnior ou Júnior Parrela, como era mais conhecido, 54 anos, atuava no ramo de fretamento de transporte coletivo e também exerceu atividades no serviço público. Ele foi chefe de gabinete da Prefeitura de Janaúba no ano de 1988, período em que o seu tio e médico Rômulo Parrela foi prefeito – assumiu em abril de 1988 diante do falecimento do prefeito Joaquim Maurício de Azevedo Bahia, e finalizou o mandato em dezembro do mesmo ano.
Fotos álbum pessoal

Júnior Parrela.

Além do executivo municipal de Janaúba, Júnior Parrela compôs a equipe administrativa do prefeito Wilton Leite Madureira na Prefeitura de Verdelândia, na primeira gestão de Wilton (2005 a 2008). Depois disso, Leônidas Leão Júnior, o Júnior Parrela, foi atuar na iniciativa privada através da empresa Leão Tur com fretamento de viagens.
Ele morava em Montes Claros e o “sumiço” de Júnior Parrela preocupou alguns amigos que foram à sua residência e ao chegar ao local deparou com o corpo estendido. Júnior Parrela estava morto. Ele estava amordaçado e com as mãos e pés amarrados. 
Fotos álbum pessoal
Leônidas Leão Júnior, o Júnior Parrela.

De acordo com informações repassadas ao site do jornalista Oliveira Júnior pelo Centro de Operações da Polícia Militar de Montes Claros o empresário não se comunicava com familiares e amigos desde a manhã deste domingo e ele foi encontrado sem vida no apartamento. Equipe da Polícia Civil está no local e deverá, ainda na noite deste domingo, informar preliminarmente o laudo pericial apontando a causa da morte do empresário Júnior Parrela. Há indícios de que possa ter ocorrido um latrocínio, que é o crime em que se mata para roubar algo da vítima. 
A motocicleta dele foi encontrada abandonada dois quarteirões do prédio onde morava. A polícia suspeita de dois indivíduos e analisa as imagens do circuito interno de televisão do prédio. 

VÍTIMAS DO INCÊNDIO EM CRECHE DE JANAÚBA ENFRENTAM DOR E DESAMPARO 1 ANO DEPOIS

  • Agora vítimas da falta de assistência, famílias enfrentam dificuldades para tratar crianças afetadas pelo incêndio em creche de Janaúba. Há suspeita de desvios de doações
JANAÚBA (por Luiz Ribeiro/Jornal Estado de Minas e portal UAI) – Os pequenos estavam animados e felizes. Afinal, já haviam começado as comemorações da Semana da Criança. Na véspera, muitos deles tinham passeado em um clube com piscina pela primeira vez na vida, e naquela manhã teriam pula-pula e outras brincadeiras. Mas, em vez da esperada diversão, teve início uma via-crúcis que começou em medo e completa um ano na sexta-feira, marcada de dor e desamparo. Às 9h30 daquela quinta-feira, 5 de outubro, o vigia Damião dos Santos, de 50 anos, invadiu a Creche Gente Inocente, em Janaúba, no Norte de Minas e ateou fogo na sala onde os alunos estavam, matando a si próprio e provocando as mortes de outras 13 pessoas, entre as quais 10 crianças. Mais de 50 pessoas ficaram feridas.
Foto: Solon Queiroz/Esp. EM
Construída com recursos privados, a nova Cemei leva o nome da professora que morreu tentando salvar os alunos: frescor que não apaga a saudade.

Apesar da enorme comoção provocada pela tragédia, que teve repercussão internacional, as famílias das vítimas do incêndio que devastou a Gente Inocente – moradoras de áreas carentes de Janaúba – relatam que enfrentam hoje a falta de assistência do poder público e de recursos para manter tratamentos médicos. Nem mesmo políticos que à época se manifestaram sobre a tragédia e agora estão em campanha eleitoral aparecem agora. No lugar do antigo prédio foi construída outra creche, com recursos particulares. Mas o frescor do moderno prédio, inaugurado em agosto, não é suficiente para apagar a permanente saudade daqueles que se foram. E enquanto o sofrimento se perpetua no desamparo, surge a suspeita de que produtos médico-hospitalares destinados às vítimas na mobilização nacional que sucedeu à tragédia tenham sido desviados.
Foto: Solon Queiroz/Esp. EM
O menino Rhuan com a mãe Dayane: faltam recursos para tratar a criança, que teve 30% do corpo queimado e necessita de cirurgias reparadoras.
A suspeita é revelada pelo presidente da Associação dos Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia da Creche Municipal Gente Inocente de Janaúba (AVTJana), o protético Luiz Carlos Batista, viúvo da professora Heley Batista, que morreu queimada tentando salvar seus alunos e dá nome ao novo Centro Municipal de Educação Infantil (Cemei). Batista afirma que ainda não sabe quem desviou os materiais e para onde eles foram levados e que vai levar à frente investigação sobre o tema. “Vamos pedir a prestação de contas da administração pública e das entidades que receberam as doações. Quando tivermos documentos em mãos e se for confirmado qualquer desvio pediremos providências ao Ministério Público”, afirma Batista. Segundo ele, uma quantidade de materiais doados como fraldas, medicamentos, cremes e outros produtos usados no tratamento de queimados não chegou às vítimas do incêndio no Cemei. Ele ressalta que a associação ainda não verificou a suspeita de desvios dos produtos porque priorizou o tratamento das vítimas. “Nosso objetivo sempre foi focar na saúde das crianças (feridas), cuidar delas de forma correta”, disse o protético. Para ele, o poder público tem tratado as vítimas “com descaso” e não oferece a elas uma assistência adequada.
Batista assegura que a AVTJan está usando o dinheiro das doações para comprar medicamentos e produtos especiais, como cremes específicos para tratamento de vítimas de queimaduras. Por outro lado, ele afirma que “as famílias das crianças não estão recebendo uma assistência médica adequada às suas necessidades. Elas precisam de tratamento para queimados e Janaúba não dispõe desse serviço. A prefeitura diz que nem os cremes e hidratantes necessários estão disponíveis na rede pública. O atendimento precisa ser feito em outras cidades”, conta. E cobra: “O culpado pela tragédia foi quem ateou fogo e destruiu a creche. Mas a responsabilidade recai sobre quem? A responsabilidade é da administração pública em todos os sentidos. Professores e alunos, enquanto estão no educandário público, estão sob responsabilidade do município”.
Foto: Solon Queiroz/Esp. EM
Jéssica e os filhos Heitor e Everton (D), diagnosticado com rinite crônica creditada à inalação da fumaça. Família teve pedido de ajuda negado.
RODA DE INFORTÚNIOS
Dayane Cristina Dias, de 27, enfrenta dificuldades para o tratamento do filho, Rhuan Emanuel Dias Barbosa, de 6, uma das vítimas do incêndio na Gente Inocente. O menino teve 30% do corpo queimado e ficou dois meses e seis dias internado na Santa Casa de Montes Claros, onde passou por várias cirurgias. Com fortes cicatrizes, ele continua recebendo os cuidados em casa, mas ainda vai necessitar de cirurgia plástica reparadora e a família não tem como bancar o tratamento. “Eu queria uma maior assistência, mais especializada”, diz Dayane, lamentando as dificuldades financeiras. A mulher conta que após a tragédia na creche foi obrigada a deixar o trabalho de operadora de caixa de supermercado para cuidar do filho. Segundo ela, o marido, Djalma Barbosa, recebe, no máximo, R$ 1 mil por mês, como embalador de banana. Fora isso, conta com R$ 500 destinados pela prefeitura às vítimas feridas no incêndio. Os recursos já escassos vão diminuir em dezembro, quando será paga a última parcela da “indenização” da administração municipal. “Aí, não sei como vai ficar”, diz Dayane.
Foto: Solon Queiroz/Esp. EM
Data de alegria transformada em dor: Valdirene põe carrinho no túmulo do filho, no dia em que ele faria 6 anos.
A mãe de Rhuam revela que comprou um climatizador para dar mais conforto ao filho diante do forte calor de Janaúba – “para ele não coçar muito a pele” –, mas seu drama piorou. “A conta de luz está vindo muito alta e a conta de água também. Não tenho dinheiro para pagar. A feira acabou, minha despensa está praticamente vazia. Aqui em casa está faltando até pão”, diz Dayane, que mora no Bairro dos Barbosa. Mesmo com tanto sofrimento, ela encontra motivo para celebrar a vida. “Só tenho que agradecer a Deus por meu filho estar vivo. Sinto muito a dor das mães que perderam suas crianças”, confessa.
SEM AJUDA Jéssica Borges de Oliveira, de 25, é mãe do pequeno Everton, de 3, que estava na creche em 5 de outubro de 2017 e escapou. Ela conta que chegou a pensar que o filho tinha “morrido queimado”. Mas, se por um lado comemora a vida de Everton, por outro, lamenta os sucessivos dramas: desde o dia do incêndio deixou o serviço como empregada doméstica. “Na época, fiquei sem lugar para deixar o menino”, conta. Ela disse que Everton passou a apresentar rinite alérgica, que seria consequência da inalação de fumaça tóxica durante o incêndio na creche. A ex-empregada doméstica afirma que chegou a pedir ajuda da Prefeitura de Janaúba. “Mas disseram que só podem dar remédio para as crianças que foram queimadas ou que ficaram internadas, o que não foi o caso do meu filho.”
O médico disse que Everton precisa de um ambiente mais fresco e ventilado”, disse Jéssica. Justamente o oposto do que o menino encontra na casa onde vive com a mãe e dois irmãos – Cauã, de 8, e Heitor, de 2: dois cômodos apertados, que nem janela têm, sendo que o fogão fica para o lado de fora, no quintal, onde há outros dois barracões. A ex-empregada doméstica conta que há quatro meses foi abandona da pelo companheiro. Sobrevive apenas com R$ 336 do Bolsa-Família. “Esse dinheiro não dá para quase nada. Recebo ajuda dos outros. Tem hora que os meninos pedem leite e não tem”, lamenta.
Foto: Solon Queiroz/Esp. EM
Paulo e Ana Paula com o pequeno Pablo Cauã. O bebê nasceu a pós a tragédia e carrega no nome homenagem ao irmão que perdeu a vida.
Na sexta-feira, a reportagem enviou perguntas à Prefeitura de Janaúba – que na época da tragédia criou comissão de atendimento às famílias – sobre a suspeita de desvios de donativos e as reclamações das famílias quanto à assistência. A assessoria da prefeitura confirmou o recebimento da mensagem e ficou de responder. Mas não houve resposta até o fechamento desta edição.
TRISTEZA E SAUDADE SEM FIM
Com um carrinho nas mãos e sob o forte sol de Janaúba, a balconista Valdirene Rocha Santos, de 29 anos, foi até o Cemitério São Lucas da Silva na quinta-feira, para cumprir um ritual, que antes era só de alegria: entregar o presente de aniversário o filho. Desta vez, o brinquedo foi depositado no túmulo de Mateus Felipe Rocha Santos, uma das vítimas da tragédia da Creche Inocente, que completaria 6 anos naquele dia, num ato de amor, saudade e dor que não têm fim.
“Nunca imaginei que um dia fosse visitar o túmulo do meu filho, ainda mais no aniversário dele”, disse Valdirene, que viu sua vida mudar completamente desde o incêndio criminoso na creche Gente Inocente, em 5 de outubro de 2017. “Cada vez que vou ao cemitério, sinto vontade de abrir o túmulo e tirar meu filho lá de dentro. A saudade é muito forte”, diz. A balconista já vê crescer a dor à medida em que o aniversário de um ano da tragédia se aproxima. “Será como se eu tivesse vivendo tudo de novo, um dia de muita angústia”, prenuncia. Na sexta-feira, as vítimas serão lembradas em uma missa em Janaúba.
O trabalhador rural Paulo Pereira dos Santos, o Bira, de 29; e a doméstica Ana Paula Rosa da Cruz, de 21, perderam na tragédia Juan Pablo Cruz Santos, de 4, que era o único do casal. Na ocasião, Ana Paula estava grávida e em 26 de fevereiro ela deu à luz o segundo filho, que recebeu o nome de Pablo Cauã, hoje com 7 meses. Bira revela que até tentou registrar a criança com o nome de Juan Pablo. “Mas teve burocracia e o cartório disse que não podia fazer isso”, relata.
Foto: Solon Queiroz/Esp. EM
Nelsir Silva, com camisa estampada com foto de Ana Clara, a filha que perdeu no incêndio, Victor e as sobreviventes Julie Mariah e Ludmila.
Ana Paula disse que ficou muito feliz com a “chegada” de Pablo Cauã. “Mas a alegria não apaga a tristeza da perda do meu outro filho”. Até hoje, ela não se conforma. “Fizeram uma creche nova, com segurança. Mas, deveriam ter feito antes de acontecer a tragédia”, reclama. O trabalhador rural se emociona ao recordar do filho Juan Pablo. “Ele era muito apegado comigo”, diz.
A mistura de dor e saudade também marca o lar de Nelsir de Jesus Silva, de 35, e Luana Ferreira da Silva, de 28, que contavam com quatro filhos matriculados na creche incendiada e perderam um deles, a pequena Ana Clara Ferreira Silva, de 4. Duas filhas ficaram feridas e permaneceram internadas vários dias em hospital: Julie Mariah, então com 3 anos, e Ludmila, com 6. O menino Victor Hugo, agora com 6 anos, escapou porque no dia tragédia estava com conjuntivite e não saiu de casa.
A pequena Ana Clara foi a primeira das vítimas do incêndio a ser sepultada, sob forte comoção, no dia seguinte à tragédia. Luana acompanhou o enterro de Ana Clara e, imediatamente, retornou para Montes Claros, onde as outras duas filhas estavam internadas. “A saudade da minha filha cada vez aperta mais”, afirma Nelsir, que trabalhava como operário em um frigorífico e está afastado há e um ano e seis meses por causa de um acidente de moto.
Nenhum dos filhos do casal que sobreviveram à tragédia está matriculado no Cemei Heley Abreu, construída no lugar do antigo prédio incendiado. Os meninos Victor Hugo e Ludmila estão em uma escola de ensino infantil. Luana conta que depois do incêndio preferiu não levar mais a menina Julie Mariah para uma creche. “Com a perda de Ana Clara, senti-me impotente diante do que ocorreu. Tive sentimento de culpa”,relata. A antiga creche contava com cerca de 75 alunos anos. O “novo” Cemei construído no lugar dela conta com 45 alunos e dispõe de sistema de segurança completo, ao contrário do antigo prédio, que não tinha sequer extintores.
A dor sem fim também é sentida pelo protético Luiz Carlos Batista, viúvo da professora Heley Abreu Silva Batista, de 43, que morreu como heroína, tentando salvar os alunos no incêndio da creche em Janaúba. “Só posso dizer que passar um ano sem a Heley é algo muito difícil. Ela era tudo para mim e para minha família. Tive que me adaptar à nova vida. Virei pai e mãe”, afirma Luiz Carlos. A professora heroína deixou os filhos Breno, de 16, Lívia, de 13, e Olavo, que estava com apenas um 1 e 2 meses quando perdeu a mãe. Os três vivem com o pai.
ESQUECIDOS ATÉ NA CAÇA AOS VOTOS
As vítimas da tragédia de Janaúba foram esquecida até mesmo por políticos em campanha eleitoral. Por ocasião do incêndio na Creche Inocente, em outubro de 2017, Janaúba recebeu as visitas do governador do estado, de dois ministros (Saúde e Educação) e do senador Magno Malta (PR/SP), presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) de Maus-tratos Infantis, entre outros. Lideranças políticas também se manifestaram por meio de homenagens prestadas à professora Heley Abreu, heroína da tragédia, a quem foi conferida pelo presidente Michel Temer a Ordem Nacional do Mérito, em memória. Passada a comoção, os políticos sumiram. Não apareceram para ajudar ou prometer assistência às famílias das vítimas nem mesmo durante este de caça aos votos, reclamam moradores. O caso, suas causas e implicações foram esquecidos também nos programas eleitorais.
“Até o momento a gente não teve contato com políticos. Pelo contrário, não tivemos nenhuma visita”, lamenta o presidente da Associação dos Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia da Creche Municipal Gente Inocente de Janaúba (AVTJana), o protético Luiz Carlos Batista, viúvo da professora Heley Abreu Batista, morta como heroína na tragédia ao tentar salvar as crianças no meio das chamas.
Para o presidente da AVTJana, parlamentares e governantes deveriam apoiar as famílias das vítimas da tragédia com ações mais duradouras. “O que está faltando é desenvolver programas que possam ajudar as famílias, no presente e no futuro, porque a gente vê a situação dessas crianças e percebe que algumas vão ficar comprometidas. Deus queira que não, mas acho que elas vão precisar de mais apoio do governo”, afirma.
Batista destaca também que a cidade precisa de melhorias no setor de saúde. “Janaúba tem que se estruturar melhor. Implantar um centro de queimados seria um bom projeto, não pensando em uma nova tragédia, mas até para ajudar outras cidades. A cidade poderia ser um polo no setor”, sonha o viúvo da professora Heley Abreu, acrescentando que o Hospital Regional de Janaúba “precisa muito de uma estrutura melhor e isso vai depender dos políticos”.
“Nem um candidato veio aqui. Acho até uma vergonha para os políticos, que não ajudaram em nada. Não sou a única que reclama, as outras mães também. Eles não procuraram a gente para nada”, diz Dayane Cristina Dias, de 27, mãe do menino Rhuan Emanuel Dias, de 6, que ainda se recupera das queimaduras que sofreu no incêndio criminoso no Centro Municipal de Educação Infantil (Cemei). “Os candidatos deveriam vir para ver pelo menos o que estamos necessitando. A gente precisa de atenção e não recebe nada. Fico até sem palavras diante disso”, afirma Dayane.
SEM AR O pedreiro Elton Batista de Oliveira, de 53, conta que ajudou a retirar as crianças da creche Gente Inocente durante o incêndio de 5 de outubro. “Salvei mais de mais 30 meninos”. Ao mesmo tempo que se orgulha do seu momento de heroísmo, entretanto, ele lamenta do drama que passou a viver de lá pra cá. Elton inalou fumaça tóxica e chegou a ser internado no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do Hospital Regional da cidade após a tragédia. “Saí do hospital e não consegui trabalhar mais”, afirma o pedreiro, contando que sofre várias sequelas. Uma delas é a dificuldade para respirar. Ele conta que está recebendo R$ 500 por mês, valor destinado pela Prefeitura de Janaúba às vítimas que tiveram ferimentos – a última parcela será paga em dezembro. “Preciso de ajuda. Pois gasto muito com remédio”, diz o pedreiro. (Fonte: Jornal Estado de Minas/Portal Uai, edição de domingo, 30 de setembro de 2018, no link  https://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2018/09/30/interna_gerais,992914/vitimas-do-incendio-em-creche-janauba-enfrentam-desamparo-1-ano-depois.shtml )

terça-feira, 25 de setembro de 2018

SINDICATO CONSEGUE NA JUSTIÇA QUE A PREFEITURA DE JANAÚBA DEVOLVA O DESCONTO NO SALÁRIO DE MAIS DE 100 FUNCIONÁRIOS QUE ESTIVERAM EM GREVE

  • Liminar concedida pelo Tribunal de Justiça sustenta que os funcionários paralisaram as atividades devido ao atraso no recebimento do salário 
  • Sindijana informa que no pagamento salarial efetuado no dia 13 de setembro a administração descontou dos servidores grevistas o correspondente a 6 dias de trabalho 

JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – Mais de cem servidores públicos do município de Janaúba foram surpreendidos no pagamento efetuado no dia 13 deste mês (setembro) com um desconto referente aos dias em que paralisaram as atividades. De acordo com a nota da entidade classista, foram 6 dias de trabalho descontados do servidor, “que é pai/mãe de família e que depende de seu trabalho para sobreviver e alimentar os seus familiares”.

Em agosto, a assessoria jurídica do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Janaúba (Sindijana) ingressou com Mandado de Segurança Coletivo junto ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) contra a ato ilegal e cerceamento do direito grevista do atual Secretário de Administração. “Mas, finalmente, o direito de greve do servidor público municipal de Janaúba, quando motivado por atraso no pagamento de salários é reconhecido”, menciona a nota do Sindijana.

Em decisão proferida no dia 14 de setembro, o desembargador Alberto Vilas Boas, do TJMG, deferiu a liminar favorável ao sindicato que representa os funcionários públicos municipais de Janaúba. Nesse posicionamento da Justiça mineira caberá à Prefeitura de Janaúba providenciar, segundo o sindicato, ainda este mês, a restituição dos valores descontados dos servidores municipais de Janaúba em virtude da paralisação ocorrida em agosto deste ano, sob pena de multa diária.

Dispositivo da decisão monocrática "(...) defiro o pedido liminar para ordenar que a autoridade coatora não desconte da remuneração dos seus servidores os dias referentes à paralisação ocorrida no período de 08 de agosto de 2018 a 14 de agosto de 2018, sob pena de multa diária no valor de R$ 1.000,00, limitado à R$ 15.000,00. Na hipótese de já ter sido feito o desconto, a autoridade coatora, sob pena de incidência da multa acima indicada, deverá providenciar, ainda neste mês, a restituição dos valores descontados dos servidores municipais (...)".
Em sua decisão, o desembargador Alberto Vilas Boas, do TJMG, menciona que existem circunstâncias que autorizam a paralisação do serviço público sem desconto no salário dos servidores, e na hipótese dos autos o Sindijana alega que a deflagração do movimento paredista foi motivada pelo atraso no pagamento de verbas de caráter alimentar, previstas para serem pagas, conforme Lei Orgânica Municipal, até o quinto dia útil do mês subsequente ao trabalhado.
De fato, prossegue a decisão judicial, em Assembleia Geral Extraordinária ocorrida em 18 de junho de 2018 foi aprovada, por unanimidade, a paralisação quando do não pagamento do salário dos servidores municipais no prazo previsto em lei. (Fonte: Sindijana e TJMG)

O PIANO SILENCIA...MORRE A PROFESSORA DE MÚSICA VANDA GIMENES

Foto álbum de família
Vanda Gimenes

No silêncio das primeiras horas desta madrugada de terça-feira, 25 de setembro, vejo a mensagem informando do passamento de Vanda Gimenes, que por muito tempo se dedicou ao ensinamento do canto e do uso de piano para muitas pessoas, principalmente crianças, em Janaúba. Vem em minha memória a escola de música que Vanda Gimenes conduzia ali na rua Rui Barbosa, vizinha ao segundo endereço da rádio Gorutubana, onde eu trabalhava, isso pelos anos 80/90. O som do piano ecoava pela sala da escola improvisada e a melodia saia pela rua. E nesta madrugada a professora Vanda Gimenes literalmente toca a última tecla do piano.
Fica aqui os meus sentimentos à família de Vanda Gimenes, na pessoa do seu esposo o colega jornalista Eraldo Farias e os filhos Renato, Andressa e Marcelo Gimenes e demais familiares.

O corpo dela está sendo velado na Capela São João Batista, ao lado da Funerária Carvalho. O sepultamento está previsto para o final da tarde desta terça-feira, dia 25, no cemitério próximo ao bairro São Lucas, em Janaúba.

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

PREFEITO ASFALTA RUA NO BAIRRO GAMELEIRA, EM MATIAS CARDOSO

“Prefeito sempre trabalhando a favor do nosso município”, afirma Poliane Oliveira

Foto PMC
Prefeito Edmárcio Leal confere mais uma ação da sua administração em Matias Cardoso.

MATIAS CARDOSO (por Oliveira Júnior) – O prefeito Edmárcio Moura Leal não fica quieto. É comum encontrar o chefe do executivo municipal pelas ruas da cidade, nos povoados e em viagem com a finalidade em obter benefícios para Matias Cardoso. Aqui, o prefeito Edmárcio põe os pés no chão e confere a série de obras em benefício do povo desse promissor município. “Prefeito sempre trabalhando a favor do nosso município”, afirma Poliane Oliveira.
Esta semana, o prefeito Edmárcio Leal acompanhava a pavimentação da rua Bahia, no bairro Gameleira, em Matias Cardoso. “Matias Cardoso está ficando cada dia melhor”, expressou Jovino da Silva. O prefeito ressalta a importância do apoio que 8 dos 9 vereadores tem dado à atual administração no que tange à política pública de infraestrutura urbanística nesta cidade. “É a junção de idéias que mostram o comprometimento do prefeito e dos vereadores pelo zelo do patrimônio público e favorecimento para a comunidade”, citou Edmárcio Leal.

A Prefeitura de Matias Cardoso, gestão do prefeito Edmárcio Leal e do vice-prefeito Cícero Nascimento, leva a infraestrutura para a rua Rodrigues Alves. Na quarta-feira, dia 19, Edmárcio foi conferir o serviço de asfaltamento dessa rua. “Parabéns, prefeito, pelo belíssimo trabalho prestado em nossa cidade”, comentou Rony Cássio numa referência à pavimentação na rua Rodrigues Alves que apresentava irregularidade para o trânsito de veículos. Quem também enfatiza a gestão do prefeito de Matias Cardoso é Duda Borges, para quem o Edmárcio Leal é um excelente gestor público.

VEREADOR JHONNATTAH PRESTIGIA E APOIA O PROJETO DE INCENTIVO À LEITURA EM COMUNIDADE DE PORTEIRINHA

Foto divulgação
Vereador Jhonnattah e a voluntária Graça com as crianças no Projeto Arca das Letras, em Andaraí, município de Porteirinha.

PORTEIRINHA (por Oliveira Júnior) – A leitura favorece que a pessoa tenha conhecimento e, assim, possibilite que ela possa desenvolver as suas ideias e contribuir para uma educação mais abrangente. E isso acontece na comunidade de Andaraí, município de Porteirinha. Lá está em execução o Projeto Arca das Letras.
Ontem, domingo, dia 23 de setembro, foi mais um momento de ação desse projeto coordenado por Graça e objetiva o incentivo à leitura. O vereador Jhonnattah Jhoseffer esteve nessa comunidade onde prestigiou a desenvoltura das crianças na leitura de livros.
“Isso é importante, principalmente por envolver a comunidade de maneira voluntária. Fico orgulhoso em presenciar as crianças empolgadas e envolvidas nesse projeto que ajude em muito na formação intelectual dos moradores”, declarou o vereador Jhonnattah Jhoseffer que se dispôs a fazer gestão no sentido de fortalecer o Projeto Arca das Letras.

ASSALTANTES INVADEM CASA DE PADRE, EM JANAÚBA, E ROUBAM UM CÁLICE, UM COFRE COM R$ 12 MIL E O CARRO DO RELIGIOSO

JANAÚBA – A polícia procura por dois ladrões que assaltaram a casa de um padre em Janaúba, no Norte de Minas, na noite nesse domingo, 23 de setembro. De acordo com a Polícia Militar, duas mulheres estavam deixando o religioso em casa, quando os bandidos armados se aproximaram em uma motocicleta e anunciaram o assalto. O crime foi no bairro Santa Cruz.
Ainda segundo a PM, eles entraram no imóvel e pegaram um cofre com cerca de R$ 12 mil, um cálice de ouro, celulares das vítimas e fugiram levando os materiais em uma picape, que pertence ao religioso. Câmeras de segurança registraram a ação dos criminosos.
Militares fizeram buscas na região e encontraram o carro abandonado às margens da MG-401, em Verdelândia, nesta segunda-feira, 24 de setembro. A casa é onde residem os padres Leone e Lucas. (Fonte: G1 Grande Minas)

sexta-feira, 21 de setembro de 2018

PREFEITO DE JANAÚBA ESCAPA DA CASSAÇÃO DO SEU MANDATO, VENCENDO POR 7 a 6

  • CÂMARA ARQUIVA DENÚNCIA SOBRE SUPOSTA IRREGULARIDADE EM ALUGUEL DE IMÓVEL 
  • MAS, O MINISTÉRIO PÚBLICO APURA ESSE CASO DO ALUGUEL
JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – Terminou a pouco, por volta de 20h10, a reunião extraordinária na Câmara Municipal de Janaúba que tratava da votação do relatório da Comissão Processante que pedia pelo arquivamento da denúncia contra a atual administração com relação a suposta irregularidade em aluguel de imóvel de propriedade de uma mulher, companheira do vereador Valdeir dos Santos, o Valdeir do Leilão ( saiba AQUI).
O prefeito Carlos Mendes esteve presente e conseguiu, literalmente, a condição de dormir tranquilo, pois, perante essa denúncia, ele continua no cargo. Ele venceu por 7 a 6 pelo arquivamento do pedido de cassação. Para tirá-lo da função de gestor seriam necessários 10 votos contra o relatório da Comissão Processante que foi composta pelos vereadores Sérgio Coelho (presidente), Luiz Carlos de Oliveira, o Luizão (relator), José Tarcísio e Valdeir do Leilão, que assinaram o relatório, e ainda pelo vereador Jorge Luís de Souza, o Jorginho Paraguai, que não assinou o relatório da comissão.
Os vereadores titulares Ramon Alexandre, Augusto Wagner e Marcelo Santos, o Marcelo Enfermeiro, foram afastados dessa reunião por terem sido integrantes da Comissão Especial que instituiu a Comissão Processante diante da denúncia apresentada pela comunidade e formulada pelo vereador Augusto Wagner. A Comissão Especial isentou o vereador Valdeir do Leilão da denúncia.
Para substituir os três vereadores titulares foram convocados os seus respectivos suplentes Gérson Espírito Santo, o Gérson da Ambulância; Luciano o Luciano da Cantaduva, esses dois compareceram às duas reuniões da Comissão Processante, inclusive a de hoje. O outro suplente, o ex-vereador Leobino Antunes de Bem foi convocado, mas se ausentou das duas reuniões.
A votação foi nominal e apurados 13 votos, ressaltando que o presidente da Câmara, nesse caso, não votaria, e a ausência do suplente Leobino. Já que não compareceria a nenhuma das duas reuniões da Comissão Processante, o suplente Leobino poderia abrir mão da sua convocação e, com isso, a vaga seria ocupada momentaneamente pelo segundo suplente da coligação, o também ex-vereador Cláudio Fidelix Martins.
Votaram pela cassação do mandato do prefeito os vereadores Gilberto Dias Neves, João Pereira, o João da Ambulância, Jorginho Paraguai, José Luiz Pereira, o Zé Luiz dos Algodões, e os suplentes de vereador Gérson da Ambulância e Luciano da Catanduva.
Votaram pelo arquivamento da denúncia – de fato o que aconteceu – e mantendo o prefeito no cargo os vereadores Luizão, José Tarcísio, Zacarias, Sérgio, Paulo Roberto (Pauleca), Walter Percídio e Valdeir do Leilão.
FATO NO MP
Se pela maioria dos votos a Câmara põe ponto final e optou pelo arquivamento da denúncia e que, antes, isentou o vereador Valdeir do Leilão, o caso tem prosseguimento no Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio da Promotoria de Justiça de Janaúba, que propôs no dia 9 de maio, uma Ação Civil Pública (ACP) por improbidade administrativa contra o atual prefeito de Janaúba, um vereador e duas mulheres ( confira AQUI). Os investigados teriam fraudado processo licitatório para locação de imóveis pelo município. Eles estão sujeitos a perda da função pública (nos casos do prefeito e vereador), proibição de contratar com o Poder Público, ressarcimento ao erário entre outras sanções impostas pela Lei nº 8.429/92. 

AÇÃO CONJUNTA DA PM, PC E SUAPI PRENDE 19 PESSOAS EM JANAÚBA: COIBIR A CRIMINALIDADE

JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – Viaturas, cães e helicóptero e ainda mais de 130 policiais pelas ruas da cidade. Isso foi o que ocorreu na manhã desta sexta-feira, dia 21 de setembro, em Janaúba, numa ação conjunta da Polícia Civil e Polícia Militar e ainda da Superintendência de Administração Prisional (Suapi). Pelo menos 19 pessoas foram presas, incluindo alguns presidiários apontados pela polícia como articuladores dos atos dos que estavam soltos.
O objetivo da ação foi para combater os crimes de roubo, homicídio e tráfico de drogas. Com o respaldo do Poder Judiciário, o 51º Batalhão da Polícia Militar de Janaúba, a 3ª Delegacia Regional da Polícia Civil de Janaúba e a Suapi colocaram os seus efetivos nas ruas, mais especificamente nos bairros Esplanada e Nova Esperança, para o cumprimento de 35 mandados de busca e apreensão e 23 mandados de prisão.
Os moradores foram acordados diante da movimentação das viaturas e do helicóptero no auxílio aos policiais que vasculharam os locais onde poderiam encontrar os alvos da operação. A PM disponibilizou 92 policiais e 17 viaturas, enquanto que a Polícia Civil colocou 52 agentes e 13 viaturas. Segundo a polícia, foram apreendidas duas armas.

HOJE, DIA 21, TERÁ REUNIÃO NA CÂMARA DE VEREADORES PARA VOTAR PEDIDO DE CASSAÇÃO DO MANDATO DO PREFEITO DE JANAÚBA

JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – Logo mais às 18h desta sexta-feira, dia 21 de setembro, está prevista uma reunião extraordinária na Câmara Municipal de Janaúba. Na pauta a votação do pedido de cassação do mandato do atual prefeito de Janaúba, conforme relatório da Comissão Processante a qual foi instituída para apurar a denúncia de possível irregularidade em contrato de aluguel de imóvel pela prefeitura.
De acordo com informações da assessoria da Câmara, para que haja a cassação do mandato do prefeito serão necessários dois terços dos votos do legislativo, considerando que o município possui 15 vereadores. Sendo assim, para que o prefeito perca o mandato deverão ter, no mínimo, 10 votos favoráveis ao relatório da comissão processante. O prefeito teria que ter, pelo menos, 5 votos para permanecer no cargo. Vale ressaltar que o presidente da Câmara não participa da votação.
Na sexta-feira dia 14, da semana passada, houve votação alusiva ao procedimento dessa comissão processante. Naquela ocasião foi apreciado o relatório da comissão e não o pedido de cassação, apesar de que o relatório mencionava pela solicitação – desde que aprovado em plenário – pela cassação do mandato.
A votação era simples e como teve empate em 6 a 6, coube ao presidente da Câmara desempatar. Ele decidiu pela continuidade dos trabalhos da comissão processante, ou seja, que o pedido de perda do mandato seja votado em plenário, o que poderá ocorrer na reunião desta sexta-feira. O prefeito tem que ter, no mínimo, cinco votos. Isso considerando a presença de todos os vereadores, uma vez que na reunião anteriores dois vereadores não compareceram.

quinta-feira, 20 de setembro de 2018

A PEDIDO: FAMÍLIA DE JUCA DE DOUTOR BETINHO É VÍTIMA DE “FAKE NEWS” EM JANAÚBA

Na última semana, uma das famílias mais tradicionais da cidade vivenciou uma experiência nada agradável: foram vítimas de “Fake News”, as chamadas notícias falsas. Na ocasião o José Maurício, conhecido como Juca, filho do saudoso médico da cidade, Doutor Betinho, teve seu nome envolvido em uma situação mentirosa que gerou indignação por parte dos familiares e amigos. Por meio de uma postagem feita em redes sociais, uma calúnia foi espalhada pela cidade dizendo que Juca estaria sendo coagido e manipulado por sua companheira, fato este que é mentiroso. Por meio de nota, a família se manifestou para esclarecer a situação.
“Expressando toda nossa indignação, viemos comunicar que chegou ao nosso conhecimento uma “Fake News” acusando Lilian (namorada de Juca de Dr. Betinho) de situações absurdas. A chamada “moça”, a qual se referem nas “Fake News” é a legítima namorada de Juca e está cuidando dele com todo amor e respeito que um ser humano pode receber. Ela está na casa de Juca a convite da família sendo que, os enfermeiros que estão ajudando-o na recuperação, foram contratados pela própria família dele. Apenas Deus e nós, os familiares, sabemos quantas noites de sono "essa moça" já foi privada para garantir o bem-estar de Juca, para quem ela tem dado amor, cuidado e atenção nesse momento de recuperação de problemas de saúde. Portanto, para nós da família dele (a verdadeira) só nos resta expressar nossa eterna gratidão a Lílian que se mantém presente neste momento. Assim, pedimos a todos que respeitem essa fase difícil pelo qual nossa família passa e dizemos que visitas de amigos e parentes com amor genuíno são muito bem-vindas”.
A filha de Juca, Eduarda Bahia ressaltou ainda que, em virtude de um tratamento de saúde em que se encontra o pai, a família tomará as devidas providências para que tanto os textos quanto as fotos referentes a ele sejam esclarecidos sendo os responsáveis pela difamação devidamente punidos. Ela lembra, também, que situações como estas que tentam prejudicar o próximo são desnecessárias e infelizes. “Vivemos, infelizmente, em uma sociedade em que as pessoas tem olhado para a tela do celular sem se preocupar com o mundo a sua volta. Notícias falsas, como essa sobre o meu pai, além de tantas outras, são prejudiciais às relações humanas e devem ser verificadas antes de serem compartilhadas. Uma sociedade que se vangloria com a tristeza do outro, está doente e precisa de cuidados. Por isso, nós, os familiares, vamos sempre esclarecer o que de fato acontece para que essas mentiras não virem verdades por meio de postagens irresponsáveis e prejudiquem pessoas de boa índole. ”  Finalizou Eduarda.

terça-feira, 18 de setembro de 2018

MULHER DIZ TER GAZE ENCONTRADA DENTRO DELA DEZ DIAS APÓS PARTO NORMAL; MÉDICO NEGA ACUSAÇÃO

  • Paciente foi internada em hospital de Janaúba e procurou a Unidade após sentir dores; médico afirma ter encontrado coágulo e disse que não esqueceu gaze no corpo dela
JANAÚBA (Por Juliana Gorayeb/G1 Grande Minas) – Uma mulher de 32 anos registrou um boletim de ocorrência junto a Polícia Militar de Janaúba nesta terça-feira (18) em que acusa um médico de ter esquecido uma gaze, geralmente utilizada para fazer limpeza de curativos, dentro do corpo dela. A paciente da Fundação Hospitalar de Janaúba (Fundajan) foi submetida a um parto normal há dez dias e foi internada na mesma unidade de saúde na noite dessa segunda (17); a família relata que a mulher sentiu dores, febre e pressão alta e por isso resolveu procurar atendimento.
Segundo a família da paciente, ela foi atendida pelo mesmo médico que realizou o parto e ele teria encontrado a gaze que esqueceu dentro dela. A irmã da mulher diz que ela recebeu alta na manhã desta terça e que passa bem. Ela relata que a mãe viu o momento em que o médico retirou a gaze da região vaginal da irmã e jogou no lixo, e por estar assustada com a situação resolveu recolher o material junto às luvas descartadas da lixeira.
“Ele tirou a gaze de dentro da vagina dela e jogou no lixo, junto a restos de placenta. Ele até tentou esconder com as luvas, já foi retirando a luva e enrolou na gaze para disfarçar e jogou fora. Minha mãe resolveu recolher porque a situação é muito absurda, aí tiramos a foto para registrar”, conta Jéssica Karine De Jesus Machado, irmã da paciente.
A paciente desconfiou que algo estava errado porque a suposta gaze esquecida provocava mau cheiro e dores, segundo familiares. Jéssica conta ainda que a família teve problema com o médico desde o dia do parto porque a irmã não foi submetida a cirurgia cesárea.
“Ela estava com pressão alta e sentindo muitas dores. Mesmo assim, ele disse que não havia recomendação para cesárea e ela ficou horas em trabalho de parto. Houve demora no atendimento, muita dificuldade. A pediatra até disse que uma alteração nos olhos do bebê pode ser por conta do parto normal forçado”, diz.
A família da paciente informou que protocolou uma denúncia junto ao Ministério Público no fim da tarde desta terça-feira (18).
O que dizem os responsáveis pelo atendimento
No boletim de ocorrência, o médico que atendeu a paciente informou que ela esteve internada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e que passou por trabalho de parto sem apresentar nenhum estado de emergência que exigisse cesariana.
Por telefone, o médico confirmou ao G1 que fez um segundo atendimento à paciente nessa segunda e que não sabe como a família chegou à conclusão de que ela estivesse com uma gaze esquecida dentro dela.
“Não sei como chegaram a essa conclusão. Recebi um plantão semana passada e eles estavam lá interessados em fazer cesárea, mas não tinha indicação. Foi feito um parto normal. Depois de 10 dias eles me procuraram no hospital, alegando que ela sentia dores. A episiotomia [corte feito para ampliar canal de parto] estava infeccionada, e uma outra médica já havia passado antibiótico. Ontem eu examinei, o corte estava normal, mas tinha secreção. Fiz um toque e tinha um coágulo de sangue e pus. Eu orientei ela a continuar tomando antibiótico e limpei, só isso”, explica.
O médico disse que acredita que a família ficou insatisfeita por não ter sido feita a cesariana. “Isso tudo partiu de um parto que não foi cesárea como eles queriam. Eles estão tentando por algum intuito me prejudicar, mas não vão prejudicar não”, diz.

O membro da comissão interventora responsável pelo hospital, Bruno Ataíde, também foi procurado pelo G1 e afirmou que a Fundajan vai apurar o caso. “O hospital vai apurar o caso junto ao diretor técnico. O diretor vai checar prontuário, fazer todo trâmite para apurarmos a conduta do profissional. O médico relata que não é uma gaze. Até então, o que a gente sabe é pelas redes sociais, mas ainda não fomos notificados pela ouvidoria. Estamos agindo para apurar os fatos e depois nos manifestar”, diz. (Fonte G1 Grande Minas)

CANTORA JANAUBENSE IZADINA LADEIA LANÇARÁ CD MUSICAL EM NOVEMBRO

Foto Wal Lourenço
Izadina Ladeia lançará CD musical em novembro de 2018.

JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – A cantora janaubense Izadina Ladeia se prepara para lançar um Cd com músicas. A previsão é de que esse disco da cantora e professora seja colocado no mercado em novembro deste ano.
No repertório canções no estilo bolero e guarânia, e também ritmos da música brasileira, com destaque para o sertanejo. Professora de Educação Artística, Izadina é de uma família com tradição em cantorias. Ela é autora e intérprete do Hino de Janaúba.
A produção do Cd da cantora Izadina Ladeia está a cargo dos cantores e apresentadores Wal Lourenço e Jorginho Cruz. O CD é gravado pela Musipress.

MORADORES DE VERDELÂNDIA GANHAM, NESTE MÊS, A ACADEMIA AO AR LIVRE

  • Mais uma conquista da administração do prefeito Wilton Madureira e do vice-prefeito Jarbas Soares
VERDELÂNDIA (por Oliveira Júnior) – A população da cidade de Verdelândia, na região da Serra Geral de Minas, passam a contar com um importante aliado para manter a forma física em perfeitas condições e assim evitar uma vida sedentária. É mais uma conquista da Prefeitura de Verdelândia, na gestão do prefeito Wilton Madureira e do vice-prefeito Jarbas Soares.
A cidade de Verdelândia passa a contar com a academia ao ar livre. Ela foi instalada ao lado do ginásio poliesportivo Mirandinha, no bairro Janaíba. Com essa academia, os moradores podem realizar gratuitamente as atividades físicas. A academia foi uma doação do Governo mineiro em atendimento à solicitação de um deputado estadual.
Foto PV
Academia de exercício físico instalada neste mês de setembro na cidade de Verdelândia.


Para auxiliar os usuários da academia, a Diretoria de Esportes da Prefeitura de Verdelândia disponibiliza uma equipe de profissionais que instruem sobre a melhor forma de utilizar os aparelhos da academia. Essa assistência específica pela manhã na terça-feira e quinta-feira.

PREFEITO MILTON BARBOSA ENTREGA AMBULÂNCIA PARA ATENDER COMUNIDADE DE ITAMIRIM, EM ESPINOSA

Foto Wagner Oliva
Prefeito Milton Barbosa e vice-prefeito Nilson Faber entregam aos moradores da comunidade a ambulância.


ESPINOSA (por Wagner Oliva) – A comunidade de Itamirim já está contando com uma ambulância em seu Posto de Saúde. A entrega do veículo, que era uma antiga reivindicação dos moradores, ocorreu na última quinta-feira, 13 de setembro, quando o prefeito Milton Barbosa esteve na comunidade, que fica situada a 22 quilômetros da sede. Com isso, 600 famílias serão beneficiadas, num total de aproximadamente de 1900 pessoas.
A entrega de uma ambulância 0 km à comunidade de Itamirim se transformou numa verdadeira festa. Moradores, líderes comunitários e autoridades de Itamirim e comunidades vizinhas presentes no evento aplaudiram o prefeito Milton Barbosa e o vice-prefeito Nilson Faber pela entrega do veículo, adquirido com recurso de emenda parlamentar disponibilizada por intermédio de dois deputados, um estadual e outro federal.
Foto Wagner Oliva
Ambulância conquistada pela atual administração vai ajudar na assistência aos usuários de Itamirim e comunidades vizinhas, no município de Espinosa.

A prefeitura tem trabalhado firme em busca de investimentos para melhorar cada vez mais a saúde da população espinosense, e hoje está realizando um sonho antigo da comunidade que era ter uma ambulância, pois quando alguém adoecia e precisava ir para a cidade, era preciso pagar de R$ 80,00 a R$ 150,00 em transporte alternativo até o hospital. Mas, agora a realidade é outra. Por isso, a emoção e alegria estavam estampadas no rosto dos moradores da Itamirim e região.

FANFARRA DO COLÉGIO EEMAA, DE JANAÚBA, ROMPE O SILÊNCIO E PRESTA HOMENAGEM FÚNEBRE AO SEU INSTRUTOR “MOURA”, QUE FALECEU ONTEM

Fotos Oliveira Júnior
Nelci Valter Rocha, o Moura, eternizado instrutor da fanfarra da EEMAA.

JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – Comovente a despedida que a comunidade de Janaúba, principalmente a fanfarra da Escola Estadual Maurício Augusto de Azevedo (EEMAA), o Colégio Estadual de Janaúba, prestou ao professor Nelci Valter Rocha, o “Moura”, na manhã desta terça-feira, 18 de setembro. Ele faleceu ontem após ficar um mês e meio hospitalizado devido à gravidade em decorrência do acidente ocorrido no dia 31 de julho deste ano em estrada deste município. ( saiba AQUI)
Foto Oliveira Júnior
Em 7 de setembro 2016, Moura realizou um dos seus últimos atos no comando da fanfarra do colégio EEMAA.

Por mais de uma década, “Moura” foi o instrutor da fanfarra do colégio EEMAA. Dezenas de pessoas receberam as instruções desse educador, seja pelo gesto com as mãos ou pelos sons do apito indicando a mudança de ritmo da fanfarra, principalmente nos desfiles cívicos. No desfile da Independência do Brasil, dia 7 de setembro deste ano, a fanfarra do colégio EEMAA havia reverenciado o instrutor, com alguns integrantes em traje preto e irmanados na solidariedade à família de “Moura”, que se mantinha internado no Hospital Regional de Janaúba.
Foto Oliveira Júnior
Direção do colégio EEMAA homenageou o instrutor Moura: reconhecimento em 7 de setembro de 2014.

Ele foi vítima de acidente envolvendo duas motocicletas. O professor Nelci, o “Moura”, retornava do distrito de Vila Nova dos Poções, onde lecionava a disciplina de Matemática. De acordo com o que foi apurado, o educador seguia em sua mão de direção e em dado momento teve o seu trajeto interceptado por outra motocicleta que, naquela ocasião, transitava em sentido contrário e, conforme as apurações, veio de encontro com a motocicleta guiada pelo eternizado instrutor da fanfarra do colégio estadual.
Foto Oliveira Júnior
No dia 26 de setembro de 2014, a fanfarra da EEMAA comandada pelo instrutor Moura, participou do desfile da primavera realizado pelo Jardim de Infância Josefina Azeredo (Jija).

Em consequência da colisão, “Moura” sofreu fraturas na perna e ferimentos em outras partes do corpo, sendo necessário levá-lo com urgência ao hospital. Foi submetido a cirurgias e passou vários dias em observação médica. Nos últimos dias teve quadro de melhoras, contudo, na madrugada dessa segunda-feira ele não resistiu em veio a óbito.
A morte do instrutor de fanfarra Moura comoveu não somente a comunidade de Janaúba, mas em outras cidades, caso de Nova Porteirinha, Jaíba, Montezuma, que já contaram com a talentosa apresentação das equipes de fanfarras comandadas por Moura.
Foto Oliveira Júnior
Cinco anos atrás, ou seja, em 7 de setembro de 2013, Moura durante a apresentação da fanfarra da EEMAA no desfile cívico na cidade de Janaúba.

Entre as lágrimas e a disponibilidade do público em despedir do educador Moura, seja na capela São João Batista, ao lado do cemitério da Saudade ou no pátio do colégio EEMAA, a fanfarra dessa escola se manteve em posição de sentido e em silêncio. Os alunos estavam com os instrumentos através dos quais o “Moura” sabia muito bem captar um som e assim retransmitia aos seus aprendizes com a finalidade em contribuir de maneira ordenada e brilhante o ato cívico, principalmente no dia 7 de setembro, em via pública.
Moura era apaixonado pelos instrumentos musicais e não media esforços em capacitar os seus aprendizes, homens e mulheres, mesmo que a cada ano houvesse renovação de parte dos componentes. Não era difícil ex-alunos do colégio EEMAA se prontificarem a comporem a fanfarra, levando se em consideração a excelência de Moura na coordenação dessa fanfarra que, há mais de uma década, divide com a fanfarra da Escola Estadual Rômulo Sales de Azevedo a atribuição em fazer ecoar pela avenida o som do tarol e surdo acionados pelas baquetas, e ainda pelos pratos e cornetas.
A despedida ao mestre foi justamente do jeito que ele ensinava os aprendizes e, consequentemente, encantava o público. O cortejo fúnebre passou pelo colégio estadual onde o caixão com o corpo do professor Moura ficou no pátio e foi recebido pelos amigos da fanfarra. O silêncio em respeito ao passamento pelo instrutor foi rompido pela fanfarra, a fanfarra que por muito tempo ele lidou. O som dos instrumentos captados nessa manhã, na despedida fúnebre, levava consigo o sentimento de gratidão de cada integrante da fanfarra que teve o privilégio em aprender aquilo que o mestre Moura gostava tanto de fazer.
Ele buscava a inovação nos ritmos, sem deixar de lado o tradicional. O treino da fanfarra às vezes incomodava os vizinhos, mas era preciso sobretudo com o intuito de se apresentar ao público o extraordinário. Tudo sincronizado. Adultos e jovens se encarregavam de tocar na fanfarra e, é claro, em obediência aos comandos do líder Moura. Nada de cansaço. Ao final, cada um se sentia realizado por ter participado ativamente do ato cívico. Os aplausos eram intensos, inclusive com prevalecia a irreverência de Moura e equipe em incluir na fanfarra o ritmo de músicas populares. A vibração do povo demonstrava o carisma que a fanfarra tem conquistado.
Ao mestre Moura, o nosso muito obrigado pela grandiosa e inesquecível contribuição com o civismo, a disciplina, a história e a alegria dos janaubenses, gorutubanos e visitantes.
Valeu, Nelci Vater Rocha, o nosso estimado Moura pelas instruções gestuais e sonoras, que rompem o silêncio e deixem o Moura emitir bons e agradáveis sons pelos instrumentos musicais através da fanfarra.

domingo, 16 de setembro de 2018

ISAILDON MENDES, PREFEITO DE JANAÚBA, DIZ QUE JORNALISTAS TENTARAM O EXTORQUIR

  • Se explique Sr. Prefeito. Cite nomes. Denuncie ao MP, mas não macule os profissionais sérios da imprensa

JANAÚBA (por Fernando Lucas) – O prefeito janaubense Carlos Isaildon Mendes (PSDB), mais uma vez atacou a imprensa local, tendo falado em alto e bom som que é vítima de extorsão por parte de alguns jornalistas e repórteres da cidade. Isso mesmo: Ele usou o termo EXTORSÃO.
Outro dia mesmo ele também afirmara em uma rádio que alguns jornalistas não teriam seus interesses atendidos pela prefeitura e o estariam atacando. Porém, nos dois casos não citou nomes.
O JORNAL DA SERRA GERAL, através de sua diretoria vem a público pedir ao prefeito que se explique. Sua fala teria sido uma afirmação ou insinuação? Falta ser elucidado. Lamentavelmente, ele não dá nome aos “bois” e joga na lama toda uma classe, compromissada e respeitada.
Tal afirmação foi feita durante uma reunião do prefeito janaubense com dois candidatos a deputados que ele apoia junto a população na noite desta quarta-feira, dia 12. Ele disse o seguinte, de acordo com a gravação de vídeo que o JORNAL DA SERRA GERAL tem em seu poder para comprovação: “Poucas pessoas de maneira maldosa, meia dúzia de gatos pingados nas redes sociais, alguns jornalistas e repórteres que estiveram na minha casa tentando me extorquir...Fui injustiçado por críticas infundadas”, disse o prefeito, tentando justificar as constantes críticas que recebe seja via imprensa, seja via redes sociais, e que não são gatos pingados, mas uma grande parcela da comunidade que não vê sua administração sair, literalmente do lugar, sem contudo citar nomes de quem seria ou seriam os referidos jornalistas e repórteres que teriam ido à sua casa.
O conteúdo desta afirmação fica nebuloso e instiga a curiosidade de qualquer um, se formos interpretá-la com maior afinco. Se o prefeito realmente foi vítima desta tentativa teria que ter ido ao Ministério Público, denunciado e exposto, uma vez que extorsão no código penal é crime. Por outro lado, denegrir a imagem de uma classe, como ele fez, também o é.
Afinal de contas, o que é extorsão? Segundo o que está no dicionário, é o “ato de obrigar alguém a fazer ou deixar de fazer alguma coisa, por meio de ameaça ou violência, com a intenção de obter vantagem, recompensa, lucro”.
Importante pro seu governo, para a população janaubense e para a própria imprensa sadia, da qual o JORNAL DA SERRA GERAL se orgulha em fazer parte, que ele aponte esses supostos achacadores. Seu silêncio, daqui para frente, provocará ilações que farão muito mal aos jornalistas e repórteres sérios e do bem que atuam na cidade.
Porém, ao que parece o prefeito estaria mesmo querendo, mais uma vez, posar de vítima, culpando a imprensa, como já o fizera recentemente, num momento delicado desta sua má gestão.
Se não aponta os supostos culpados, deixa a todos com a pecha de culpados. E isto nós do JORNAL DA SERRA GERAL, não vamos aceitar, nem admitir de forma alguma.
O prefeito Isaildon, se é vítima desse crime tipificado no Código Penal Brasileiro e não o denuncia, pode estar cometendo prevaricação.  E, prevaricar, também é crime: Prevaricar consiste em retardar, deixar de praticar ou praticar indevidamente ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa de lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal. (Fonte: Jornal da Serra Geral)

VÍDEO SOBRE A REPRESENTATIVIDADE E REALIZAÇÕES DO SINDICATO RURAL DE JANAÚBA

VÍDEO SOBRE A REPRESENTATIVIDADE E REALIZAÇÕES DO SINDICATO RURAL DE JANAÚBA
Vídeo sobre as realizações e representatividade do Sindicato dos Produtores Rurais de Janaúba, gestão do presidente José Aparecido Mendes.

34ª EXPÔJANAÚBA 2015 VÍDEO COM O RESUMO DO QUE ACONTECEU - 29 de maio a 7 de junho 2015

34ª EXPÔJANAÚBA: José Aparecido Mendes, presidente do Sindicato Rural de Janaúba

34ª EXPÔJANAÚBA: José Aparecido Mendes, presidente do Sindicato Rural de Janaúba
Pronunciamento de José Aparecido Mendes, presidente do Sindicato Rural de Janaúba, no encerramento da 34ª ExpôJanaúba, dia 7 de junho de 2015. Imagem do site do jornalista Oliveira Júnior

VÍDEO SOBRE A 33ª EXPÔJANAÚBA 2014

VÍDEO SOBRE A 33ª EXPÔJANAÚBA 2014
Vídeo referente à 33ª ExpôJanaúba realizada no período de 30 de maio a 8 de junho de 2014. Produção: Assessoria de Imprensa do Sindicato dos Produtores Rurais de Janaúba-MG.

34ª EXPÔJANAÚBA - Reportagem da InterTV Grande Minas/Globo

34ª EXPÔJANAÚBA - Reportagem da InterTV Grande Minas/Globo
InterTV Rural deste domingo, 24 de maio, aborda sobre a 34ª ExpôJanaúba, de 29 de maio a 7 de junho de 2015.

SINDICATO RURAL DE JANAÚBA COBRA APOIO DOS GOVERNOS

SINDICATO RURAL DE JANAÚBA COBRA APOIO DOS GOVERNOS
ZÉ APARECIDO PEDE AO SECRETÁRIO ESTADUAL PAULO GUEDES QUE SE EMPENHE JUNTO AOS GOVERNOS DE MINAS E FEDERAL PARA SOCORRER O NORTE DE MINAS, PRINCIPALMENTE À AGROPECUÁRIA

33ª EXPÔJANAÚBA 2014 - AGRADECIMENTO DE ZÉ APARECIDO, PRESIDENTE DO SINDICATO RURAL DE JANAÚBA

33ª EXPÔJANAÚBA 2014 - AGRADECIMENTO DE ZÉ APARECIDO, PRESIDENTE DO SINDICATO RURAL DE JANAÚBA
Produção da Assessoria de Imprensa e Marketing do Sindicato Rural de Janaúba. Montagem de Paulo Henrique Ribeiro. Áudio do Stúdio Fábrica do Áudio.

VÍDEO ENCERRAMENTO DA 33ª EXPÔJANAÚBA 2014

VÍDEO ENCERRAMENTO DA 33ª EXPÔJANAÚBA 2014
Pronunciamento de José Aparecido Mendes, presidente do Sindicato Rural de Janaúba, no término da 33ª ExpôJanaúba, no dia 8 de junho de 2014. Filmagem de OLiveira Júnior, Assessoria de Imprensa do Sindicato dos Produtores Rurais de Janaúba-MG

VÍDEO DA 32ª EXPÔJANAÚBA – de 30 de maio a 9 de junho de 2013

VÍDEO DA 32ª EXPÔJANAÚBA – de 30 de maio a 9 de junho de 2013
Acompanhe uma síntese do que aconteceu na 32ª ExpôJanaúba – Exposição Agropecuária Regional de Janaúba – ocorrida entre os dias 30 de maio e 9 de junho de 2013 numa realização do Sindicato dos Produtores Rurais de Janaúba. Vídeo produzido pela Assessoria de Imprensa do Sindicato dos Produtores Rurais de Janaúba-MG.

VÍDEO DA 31ª EXPÔJANAÚBA 2012

VÍDEO DA 31ª EXPÔJANAÚBA 2012
Vídeo da 31ª ExpôJanaúba, realizada de 1º a 10 de junho de 2012. Produzido pela assessoria do Sindicato dos Produtores Rurais de Janaúba.

33ª EXPÔJANAÚBA - SINDICATO RURAL DE JANAÚBA

33ª EXPÔJANAÚBA - SINDICATO RURAL DE JANAÚBA
33ª ExpôJanaúba, realização da diretoria 2013-2015, presidente José Aparecido Mendes Santos

VÍDEO DA 34ª EXPÔJANAÚBA 2015 - Realização do Sindicato dos Produtores Rurais de Janaúba

EM DEFESA DA ÁGUA - dupla Kaio Marques e Nataly

DESFILE CÍVICO JANAÚBA 2013 POLÍCIA MILITAR

DESFILE CÍVICO JANAÚBA 2013 POLÍCIA MILITAR
Desfile cívico realizado em Janaúba-MG com a participação do 51º Batalhão da Polícia Militar de Janaúba, dia 7 de setembro de 2013, na avenida do Comércio.

DESFILE CÍVICO JANAÚBA 2013 CORPO DE BOMBEIROS

DESFILE CÍVICO JANAÚBA 2013 CORPO DE BOMBEIROS
Desfile cívico realizado em Janaúba-MG com a participação do 6º Pelotão do Corpo de Bombeiros de Janaúba, dia 7 de setembro de 2013, na avenida do Comércio.

DESFILE CÍVICO JANAÚBA 2013 GUARDA MIRIM VETERANOS

DESFILE CÍVICO JANAÚBA 2013 GUARDA MIRIM VETERANOS
Desfile cívico realizado em Janaúba-MG com a participação dos veteranos da Guarda Mirim de Janaúba, dia 7 de setembro de 2013, na avenida do Comércio.

FANFARRA DA ESCOLA ESTADUAL RÔMULO SALES AZEVEDO DESFILE 2014

FANFARRA DA ESCOLA ESTADUAL RÔMULO SALES AZEVEDO DESFILE 2014
Apresentação da fanfarra da Escola Estadual Rômulo Sales de Azevedo, de Janaúba, no desfile cívico de 7 de setembro de 2014. Imagem do site do jornalista Oliveira Júnior.

34ª EXPÔJANAÚBA 2015: Huarrisson Antunes, o Bionicão, encerramento

34ª EXPÔJANAÚBA 2015: Huarrisson Antunes, o Bionicão, encerramento
34ª ExpôJanaúba: pronunciamento do vice-presidente do Sindicato Rural de Janaúba, Huarrisson Antunes Cangussu, o Bionicão, dia 07 de junho de 2015. Imagem do site do jornalista Oliveira Júnior

34ª EXPÔJANAÚBA 2015 Dimas Rodrigues, superintendente da Codevasf, encerramento.

34ª EXPÔJANAÚBA 2015 Dimas Rodrigues, superintendente da Codevasf, encerramento.
Encerramento da 34ª ExpôJanaúba. pronunciamento do superintendente da Codevasf em Minas, Dimas Rodrigues. Imagem do site do jornalista Oliveira Júnior

ELEIÇÃO 2016: PMDB E PT DEVEM FICAR JUNTOS NA ELEIÇÃO PARA PREFEITO DE JANAÚBA

ELEIÇÃO 2016: PMDB E PT DEVEM FICAR JUNTOS NA ELEIÇÃO PARA PREFEITO DE JANAÚBA
Os ex-prefeitos José Benedito, do PT, e Dimas Rodrigues, do PMDB, e o deputado e secretário estadual Paulo Guedes, do PT.