JANAÚBA - MINAS GERAIS

SITE COM NOTÍCIAS DE JANAÚBA E DOS DEMAIS MUNICÍPIOS DA REGIÃO DA SERRA GERAL, NO NORTE DE MINAS.

DATA

Pesquisar este blog

ARQUIVO DESTE SITE

PUBLICIDADE

quinta-feira, 9 de julho de 2015

SECA DO RIO GORUTUBA LEVA RIBEIRINHOS A SE ARMAR CONTRA CAPTAÇÕES CLANDESTINAS

Barrado para sustentar projeto de irrigação e garantir que corra o ano todo por 70km, rio seca antes de chegar à foz por causa da retirada irregular de água

JANAÚBA (por Luiz Ribeiro) – Comunidades inteiras passando sede, enquanto a água corre farta para irrigar culturas de banana e até pastos. A realidade é ligada pelo leito de um mesmo rio – em uma região tradicionalmente castigada pela seca, o Norte de Minas –, ao longo do qual pequenos produtores já se armaram de foices, facões e enxadas para arrebentar à força captações que irrigam o agronegócio. O foco de tensão é verificado no Rio Gorutuba, onde foi construída a Barragem do Bico da Pedra. Além de abastecer o projeto de irrigação do Gorutuba e duas cidades (Janaúba e Nova Porteirinha), a estrutura libera água que deveria servir para a perenização do manancial e para o atendimento aos moradores ribeirinhos até a foz, no Rio Verde Grande, ao longo de 70 quilômetros.
Foto Luiz Ribeiro
Agricultores destroem barramento clandestino: revolta durante a estiagem.
Próximo à barragem há água em abundância, mas a partir de 20 quilômetros da represa o rio está completamente seco, com centenas de família de comunidades quilombolas (remanescentes de grupos escravos) prejudicadas. A situação também envolve uma séria disputa travada entre grandes e pequenos produtores, motivo da inclusão da região entre os 57 pontos de conflito hídrico mapeados pelo Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Agam), conforme mostrou série de reportagens do Estado de Minas publicada nesta semana.
Grandes irrigantes situados perto da Barragem do Bico da Pedra, mesmo sem outorga, sugam o Gorutuba com bombas poderosas, que captam a água para sustentar a agropecuária, deixando prejudicadas cerca de 1 mil famílias ao longo do rio. No ano passado, cansados de esperar e de cobrar providências dos órgãos públicos, cerca de 20 pequenos produtores de comunidades quilombolas da localidade de Vila Nova dos Poções, no município de Janaúba, resolveu agir por conta própria e destruir os barramentos feitos pelos irrigantes. A batalha durou pelo menos três meses, entre julho e outubro. “A gente ia lá, desmanchava os barramentos e logo depois os irrigantes barravam o rio de novo, usando sacos de areia misturada com cimento”, relata Paulo Brito, presidente da Associação Quilombola Bem-Viver, que criou na região o movimento “Água para todos”.
Brito disse que o conflito teve um “cessar-fogo” no fim de outubro, quando o volume do Gorutuba aumentou com a chega das chuvas. No entanto, em maio deste ano, com o fim do período chuvoso, os pequenos agricultores voltaram a sofrer com a falta de água. “Agora, a nossa esperança é uma maior fiscalização por parte dos órgãos públicos, para que a gente não tenha de agir com as próprias mãos novamente”, diz o líder comunitário.
GANÂNCIA
A Barragem do Bico da Pedra garante o fornecimento de água para cerca de 5 mil hectares no Projeto Gorutuba, implantado pelo governo federal, que conta com 490 produtores e tem grande produção de frutas. Paulo Brito salienta que a barragem libera água suficiente para o atendimento aos irrigantes da margem esquerda (não atendidos pelos canais que levam a água captada diretamente no reservatório) e para sustentar todos os pequenos proprietários rio abaixo. “O grande problema é a ganância dos grandes produtores, que não querem dividir a água com os pequenos”, denuncia o presidente da associação quilombola.
Foto Luiz Ribeiro
Lerindo caminha pelo leito seco quilômetros abaixo da represa: desolação.
Ele ressalta que foram identificadas 72 captações clandestinas em um trecho de pouco mais de 20 quilômetros, entre a Barragem do Bico da Pedra e a comunidade de Vila Nova dos Poções. Em companhia de Paulo Brito, a equipe do Estado de Minas percorreu um trecho do Gorutuba e flagrou várias bombas usadas sem outorga por grandes produtores. As captações clandestinas são feitas, inclusive, por agricultores que já recebem água diretamente dos canais que saem da barragem. “Isso ocorre porque não pagam nada pela água captada sem outorga”, observa o líder comunitário. Ele cobra maior fiscalização por parte do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam). “É preciso que seja fixado um limite do uso pelos grandes irrigantes, para que a água liberada da Barragem do Bico da Pedra possa ser suficiente para todos”, diz.
Produtores denunciam omissão
O gerente do Distrito de Irrigação do Gorutuba (DIG), Ricardo Carreiro, disse que, atualmente, além de 1.500 metros cúbicos por segundo (m3/s) destinados aos canais do perímetro irrigado (margem direita), são liberados pela Barragem do Bico da Pedra 960m3/s de água no leito do Gorutuba, para garantir a perenização do manancial até sua foz, computado o consumo dos ribeirinhos. Mas ele argumenta que o DIG não tem como controlar as captações clandestinas e que a fiscalização é de responsabilidade de outros órgãos públicos, como o Igam.
O presidente da Associação dos Irrigantes da Margem Esquerda do Gorutuba (Assieg), Oscar Magario, informou que a entidade identificou bombas sem outorga no rio, em um trecho de cerca de 15 quilômetros entre a barragem e a sede da associação. Mas ele garante que as captações clandestinas são feitas por produtores que não fazem parte da Assieg, que conta com 53 associados e totaliza 1.300 hectares irrigados. “São produtores situados abaixo da barragem e que usam a água aleatoriamente, sem nenhum tipo de controle, de domingo a domingo”, denuncia. “Já reclamamos para o Ministério Público e outros órgãos, mas nenhuma providência foi tomada”, completa.
Foto Luiz Ribeiro
Barragem abastece irrigantes de projeto oficial, mas pequenos agricultores alegam que mesmo quem recebe água faz captação clandestina no leito.
E a situação ainda pode se agravar. Oscar Magario sustenta que, desde maio, a captação foi limitada pelo DIG a apenas dois dias por semana, o que, segundo ele, está sendo insuficiente para o atendimento da demanda dos produtores. “Agora, ainda estamos no inverno. Quando o sol esquentar, em setembro ou outubro, a irrigação em dois por semana não será suficiente”, disse Magario, alertando que os irrigantes podem ser obrigados a interromper a produção, com o risco de deixar 5 mil pessoas desempregadas na região. O Estado de Minas entrou em contato com o Igam, mas não obteve retorno.
Verde revela a desigualdade 
Enquanto próximo à Barragem do Bico da Pedra grandes plantações de banana e pastagens esbanjam verde em pleno período de seca, alguns quilômetros rio abaixo o cenário é de desolação: o leito do Gorutuba está completamente seco. A água liberada pela represa deveria chegar até lá, mas é sugada antes pelas bombas clandestinas de grandes irrigantes. O Estado de Minas constatou a situação ao percorrer mais de 60 quilômetros do curso d’água.
A angústia de passar sede à beira do rio é encarada por pequenos agricultores como Edson Batista de Oliveira, dono de uma propriedade próximo do distrito de Vila Nova dos Poções, em Janaúba. Ele conta que acima do seu terreno, um grande empresário envolvido na política da região instalou sem outorga uma bomba poderosa, que desvia a água do rio para uma lagoa. O agricultor disse que antes cultivava cinco hectares, área que caiu para dois hectares. “Os grandes não deixam passar água para a gente que está mais abaixo do rio. É preciso aumentar a fiscalização”, cobra Edson, que no ano passado integrou o grupo que destruiu barramentos no Rio Gorutuba.
Outro pequeno produtor prejudicado é Reinaldo Lino Madureira, de 57. Ele conta que já chegou a cultivar 10 hectares com banana e hortaliças. Como água não chega mais, se viu obrigado a recorrer a um poço tubular. “Mas a energia para tirar água é muito cara e só posso trabalhar em cinco hectares”, reclama. “Está faltando bom senso por parte dos grandes produtores”, opina o presidente da Associação dos Pequenos Agricultores de Vila Nova dos Poções, José Antônio da Silva, que também denuncia a exploração descontrolada de poços tubulares na região. “Existem fazendeiros que tem até 20 poços dentro de suas propriedades”, reforça Paulo Brito.
A equipe do Estado de Minas também visitou comunidades quilombolas em pontos mais distantes da Barragem de Bico da Pedra, onde o rio, só corre mesmo no período das chuvas. “Antes o rio tinha muito peixe e a gente tinha como plantar o ano inteiro”, diz Lerindo Bispo da Silva, descendente de escravos da comunidade de Açude, ao caminhar pelo leito do Gorutuba, completamente seco. Casas abandonadas na região denunciam que o secamento também contribuiu para a saída de antigos moradores em direção à cidade. (Fonte: jornal Estado de Minas, edição de 09 de julho de 2015)

Nenhum comentário:

VÍDEO SOBRE A REPRESENTATIVIDADE E REALIZAÇÕES DO SINDICATO RURAL DE JANAÚBA

VÍDEO SOBRE A REPRESENTATIVIDADE E REALIZAÇÕES DO SINDICATO RURAL DE JANAÚBA
Vídeo sobre as realizações e representatividade do Sindicato dos Produtores Rurais de Janaúba, gestão do presidente José Aparecido Mendes.

34ª EXPÔJANAÚBA 2015 VÍDEO COM O RESUMO DO QUE ACONTECEU - 29 de maio a 7 de junho 2015

34ª EXPÔJANAÚBA: José Aparecido Mendes, presidente do Sindicato Rural de Janaúba

34ª EXPÔJANAÚBA: José Aparecido Mendes, presidente do Sindicato Rural de Janaúba
Pronunciamento de José Aparecido Mendes, presidente do Sindicato Rural de Janaúba, no encerramento da 34ª ExpôJanaúba, dia 7 de junho de 2015. Imagem do site do jornalista Oliveira Júnior

34ª EXPÔJANAÚBA 2015 - PROJETO CRIANÇA NO PARQUE, REALIZAÇÃO DO SINDICATO RURAL DE JANAÚBA

VÍDEO SOBRE A 33ª EXPÔJANAÚBA 2014

VÍDEO SOBRE A 33ª EXPÔJANAÚBA 2014
Vídeo referente à 33ª ExpôJanaúba realizada no período de 30 de maio a 8 de junho de 2014. Produção: Assessoria de Imprensa do Sindicato dos Produtores Rurais de Janaúba-MG.

34ª EXPÔJANAÚBA - Reportagem da InterTV Grande Minas/Globo

34ª EXPÔJANAÚBA - Reportagem da InterTV Grande Minas/Globo
InterTV Rural deste domingo, 24 de maio, aborda sobre a 34ª ExpôJanaúba, de 29 de maio a 7 de junho de 2015.

SINDICATO RURAL DE JANAÚBA COBRA APOIO DOS GOVERNOS

SINDICATO RURAL DE JANAÚBA COBRA APOIO DOS GOVERNOS
ZÉ APARECIDO PEDE AO SECRETÁRIO ESTADUAL PAULO GUEDES QUE SE EMPENHE JUNTO AOS GOVERNOS DE MINAS E FEDERAL PARA SOCORRER O NORTE DE MINAS, PRINCIPALMENTE À AGROPECUÁRIA

33ª EXPÔJANAÚBA 2014 - AGRADECIMENTO DE ZÉ APARECIDO, PRESIDENTE DO SINDICATO RURAL DE JANAÚBA

33ª EXPÔJANAÚBA 2014 - AGRADECIMENTO DE ZÉ APARECIDO, PRESIDENTE DO SINDICATO RURAL DE JANAÚBA
Produção da Assessoria de Imprensa e Marketing do Sindicato Rural de Janaúba. Montagem de Paulo Henrique Ribeiro. Áudio do Stúdio Fábrica do Áudio.

VÍDEO ENCERRAMENTO DA 33ª EXPÔJANAÚBA 2014

VÍDEO ENCERRAMENTO DA 33ª EXPÔJANAÚBA 2014
Pronunciamento de José Aparecido Mendes, presidente do Sindicato Rural de Janaúba, no término da 33ª ExpôJanaúba, no dia 8 de junho de 2014. Filmagem de OLiveira Júnior, Assessoria de Imprensa do Sindicato dos Produtores Rurais de Janaúba-MG

VÍDEO DA 32ª EXPÔJANAÚBA – de 30 de maio a 9 de junho de 2013

VÍDEO DA 32ª EXPÔJANAÚBA – de 30 de maio a 9 de junho de 2013
Acompanhe uma síntese do que aconteceu na 32ª ExpôJanaúba – Exposição Agropecuária Regional de Janaúba – ocorrida entre os dias 30 de maio e 9 de junho de 2013 numa realização do Sindicato dos Produtores Rurais de Janaúba. Vídeo produzido pela Assessoria de Imprensa do Sindicato dos Produtores Rurais de Janaúba-MG.

VÍDEO DA 31ª EXPÔJANAÚBA 2012

VÍDEO DA 31ª EXPÔJANAÚBA 2012
Vídeo da 31ª ExpôJanaúba, realizada de 1º a 10 de junho de 2012. Produzido pela assessoria do Sindicato dos Produtores Rurais de Janaúba.

33ª EXPÔJANAÚBA - SINDICATO RURAL DE JANAÚBA

33ª EXPÔJANAÚBA - SINDICATO RURAL DE JANAÚBA
33ª ExpôJanaúba, realização da diretoria 2013-2015, presidente José Aparecido Mendes Santos

VÍDEO DA 34ª EXPÔJANAÚBA 2015 - Realização do Sindicato dos Produtores Rurais de Janaúba

EM DEFESA DA ÁGUA - dupla Kaio Marques e Nataly

DESFILE CÍVICO JANAÚBA 2013 GRUPO KAIRÓS

DESFILE CÍVICO JANAÚBA 2013 GRUPO KAIRÓS
Desfile cívico realizado em Janaúba-MG com a participação do grupo religioso Kairós, dia 7 de setembro de 2013, na avenida do Comércio.

DESFILE CÍVICO JANAÚBA 2013 POLÍCIA MILITAR

DESFILE CÍVICO JANAÚBA 2013 POLÍCIA MILITAR
Desfile cívico realizado em Janaúba-MG com a participação do 51º Batalhão da Polícia Militar de Janaúba, dia 7 de setembro de 2013, na avenida do Comércio.

DESFILE CÍVICO JANAÚBA 2013 CORPO DE BOMBEIROS

DESFILE CÍVICO JANAÚBA 2013 CORPO DE BOMBEIROS
Desfile cívico realizado em Janaúba-MG com a participação do 6º Pelotão do Corpo de Bombeiros de Janaúba, dia 7 de setembro de 2013, na avenida do Comércio.

DESFILE CÍVICO JANAÚBA 2013 GUARDA MIRIM VETERANOS

DESFILE CÍVICO JANAÚBA 2013 GUARDA MIRIM VETERANOS
Desfile cívico realizado em Janaúba-MG com a participação dos veteranos da Guarda Mirim de Janaúba, dia 7 de setembro de 2013, na avenida do Comércio.

FANFARRA DA ESCOLA ESTADUAL RÔMULO SALES AZEVEDO DESFILE 2014

FANFARRA DA ESCOLA ESTADUAL RÔMULO SALES AZEVEDO DESFILE 2014
Apresentação da fanfarra da Escola Estadual Rômulo Sales de Azevedo, de Janaúba, no desfile cívico de 7 de setembro de 2014. Imagem do site do jornalista Oliveira Júnior.

34ª EXPÔJANAÚBA 2015: Huarrisson Antunes, o Bionicão, encerramento

34ª EXPÔJANAÚBA 2015: Huarrisson Antunes, o Bionicão, encerramento
34ª ExpôJanaúba: pronunciamento do vice-presidente do Sindicato Rural de Janaúba, Huarrisson Antunes Cangussu, o Bionicão, dia 07 de junho de 2015. Imagem do site do jornalista Oliveira Júnior

34ª EXPÔJANAÚBA 2015 Dimas Rodrigues, superintendente da Codevasf, encerramento.

34ª EXPÔJANAÚBA 2015 Dimas Rodrigues, superintendente da Codevasf, encerramento.
Encerramento da 34ª ExpôJanaúba. pronunciamento do superintendente da Codevasf em Minas, Dimas Rodrigues. Imagem do site do jornalista Oliveira Júnior

ELEIÇÃO 2016: PMDB E PT DEVEM FICAR JUNTOS NA ELEIÇÃO PARA PREFEITO DE JANAÚBA

ELEIÇÃO 2016: PMDB E PT DEVEM FICAR JUNTOS NA ELEIÇÃO PARA PREFEITO DE JANAÚBA
Os ex-prefeitos José Benedito, do PT, e Dimas Rodrigues, do PMDB, e o deputado e secretário estadual Paulo Guedes, do PT.